março 22

Benefícios parlamentares: a hipocrisia veste Armani

0
0

2014 – ano eleitoral. Mais uma oportunidade de mudança sobre o que aí está. Oportunidade de retirar do poder as corjas imundas que desviam dinheiro público em nome da construção do patrimônio pessoal; oportunidade de nos livrar das oligarquias e de cair de vez na realidade: ‘eles’ não são nossos patrões; são empregados do país como qualquer outra pessoa que presta serviço público a esta nação. Vendo e revendo as mesmas críticas dos defensores do Estado neoliberal contra uma certa peculiaridade do governo atual (me refiro às Bolsas), veio-me uma comparação “singela” e digna de ser tratada. Os neoliberais e opositores do governo em questão criticam a existência das Bolsas por motivos como: fomento da preguiça generalizada, diminuição da busca por trabalho remunerado, etc. Não estou aqui para defender a existência das Bolsas; critico a hipocrisia de governantes e legisladores que apresentam verdadeira repulsa aos auxílios, quando também os tem. Explicarei meus motivos. Partindo da premissa de quanto valem os políticos brasileiros aos cofres públicos – citarei apenas algumas classes como exemplo. Veja os números:

Continue reading

-52