setembro 20

Encontrados no Japão anzóis de 23 mil anos

0
0

A pesca se constitui uma das atividades humanas mais antigas de sobrevivência, e ao longo da história passou também a compor a identidade de muitos povos, fazendo parte de sua cultura, figurando na história bíblica, bem como tornando-se um ramo de comércio (há registros do comércio de bacalhau seco na era dos vikings há mais de 1.000 anos), chegando a atividade desportiva.

“Segundo cientistas, o período paleolítico (2,5 milhões a.C. até 10.000 a.C.), chamado também de Idade da Pedra Lascada, foi o período histórico que pode ser considerado o início da sofisticação” das práticas de pesca (Caça e Pesca.Info). Neste período, as primeiras ferramentas “esculpidas” pelos homens eram feitas de pedras e ossos e utilizadas como instrumento de caça e pesca.

O anzol, surgido também no Paleolítico, era feito de duas pontas aguçadas. No entanto, o anzol na forma como o conhecemos hoje, data do período Neolítico (10.000 a 4.000 a.C.) e era feito de osso, madeira ou concha; já o anzol metálico surgiu no Oriente em 5.000 a.C. quando o ferro e o cobre começaram a ser manipulados.

Agora, uma descoberta arqueológica, está mudando o que se sabe sobre o início da fabricação de anzóis e também sobre o manuseio e domínio de tecnologias que permitiram ao homem primitivo desenvolver este instrumento. Um grupo de pesquisadores afirmou ontem, segunda-feira (19/09/16), ter encontrado em uma ilha japonesa dois anzóis (foto acima) que já podem ser considerados os instrumentos de pesca mais antigos encontrados até agora.

“Os anzóis foram descobertos em uma gruta no sul da ilha de Okinawa há vários anos, explicou Masaki Fujita, diretor de pesquisas e conservador do Museu da Prefeitura de Okinawa” (G1). Porém somente agora foi concluído através de estudos que “a camada geológica que os abrigava se formou há 23 mil anos” (G1), indicou Fujita à AFP. A idade da camada geológica indica que os anzóis encontrados possuem a mesma idade, quiçá até sejam mais antigos.

“Os anzóis foram fabricados a partir de carapaças de caracóis e têm uma antiguidade equiparável a de outros utensílios de pesca similares encontrados em Timor, disseram os pesquisadores em um artigo publicado no periódico americano Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas). O estudo mostrou que as técnicas avançadas de pesca nesta zona do Pacífico são mais antigas do que se pensava, disse Fujita” (G1).

Descobertas como esta nos permitem perceber a trajetória evolucionista pela qual a humanidade vem passando ao longo da história. Olhar para o passado nos faz ver como nossos ancestrais manipularam a natureza a seu favor; o que nos fez chegar ao domínio tecnológico atual. Os homens primitivos, nossos ancestrais, merecem todo o crédito pelo legado que nos deixaram.

Núrya Ramos

 

Fontes:

http://caca-e-pesca.info/historia-caca-e-pesca.html

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2016/09/anzois-encontrados-no-japao-tem-23-mil-anos.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pesca

-21


Tags:, , ,
Copyright © 2014. All rights reserved.

Posted 20/09/2016 by Núrya Ramos in category "Arqueologia

About the Author

Núrya Ramos é graduada em Serviço Social, pós-graduada em Políticas Públicas e Intervenção Social e atualmente é pós-graduanda em Gestão e Elaboração de Projetos Sociais. Atuou como tutora presencial na Universidade Anhanguera – UNIDERP (2012-2015) e como professora universitária no CEFELMA – Centro de Formação Educacional do Leste Maranhense (2012-2014). Apaixonada por literatura, música, cinema, culinária, mitologia, séries, futebol, fotografia, artes em geral e animais, também é poetisa amadora e flamenguista de carteirinha. Sonha em ser arqueóloga e percorrer o mundo desvendando os mistérios da nossa história.

Deixe uma resposta