julho 2

Crepúsculo dos Ídolos

0
0

Crepúsculo dos Ídolos ou Como filosofar a marteladas, trata-se da penúltima obra do famoso filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), escrita e impressa em 1888 antes de o escrito ser acometido por um colapso mental em 1889. Nietzsche caracterizou esta sua obra como uma espécie de aperitivo destinado a instigar seus leitores a acompanhar e decifrar sua filosofia.

Nesta obra o filósofo “se lança contra os “ídolos”, as ilusões antigas e novas do Ocidente: a moral cristã, os grandes equívocos da filosofia, as idéias e tendências modernas e seus representantes” (Wikipédia). Composta de vários temas como o materialismo e a abordagem psicológica de artistas e pensadores, a obra se dispõe a mostrar a fragilidade dos ídolos quando usa da imagem figurativa do martelo na tentativa de mostrar a ausência de conteúdo dos mesmos.

Partindo da constatação de que “há mais ídolos do que realidades no mundo” e do pensamento de Sócrates em relação à destruição dos “ídolos” de sua época, o filósofo se põe a “aniquilar tudo aquilo que julga serem ídolos falsos, ocos e decadentes” (LPM); e reforça o chamamento da humanidade ao senso crítico e à tomada de posição, quando diz: “Que não sejamos covardes em relação aos nossos atos! Que não os abandonemos uma vez consumados! – O remorso é indecente.” – pensamento que claramente critica a omissão e a cegueira humanas.

Núrya Ramos

 

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Crep%C3%BAsculo_dos_%C3%8Ddolos

http://www.lpm.com.br/site/default.asp?Template=../livros/layout_produto.asp&CategoriaID=526091&ID=825260

-90


Tags:, , , ,
Copyright © 2014. All rights reserved.

Posted 02/07/2015 by Núrya Ramos in category "Sugestões literárias

About the Author

Núrya Ramos é graduada em Serviço Social, pós-graduada em Políticas Públicas e Intervenção Social e atualmente é pós-graduanda em Gestão e Elaboração de Projetos Sociais. Atuou como tutora presencial na Universidade Anhanguera – UNIDERP (2012-2015) e como professora universitária no CEFELMA – Centro de Formação Educacional do Leste Maranhense (2012-2014). Apaixonada por literatura, música, cinema, culinária, mitologia, séries, futebol, fotografia, artes em geral e animais, também é poetisa amadora e flamenguista de carteirinha. Sonha em ser arqueóloga e percorrer o mundo desvendando os mistérios da nossa história.

Deixe uma resposta